quinta-feira, 10 de julho de 2014

My Last Supper grows some stitches each day


A minha Última Ceia avança pouco a pouco como um caracol cauteloso e tento todos os serões dar pelo menos mais uns pontinhos.
Não leva muitas cores como outras que por aí se vêem, tem é muitas mudanças de linha mas se antes eu achava isso bem chato agora virei fã. E ainda sem muito do ponto linear que deverá levar já se notam muitas nuances nos tons que de outra maneira não seriam possíveis.
Mas que este bordado me está a encher as medidas ai isso está e só o quero ver terminado e emoldurado numa das paredes da minha sala :)





Festas em honra da Rainha Santa Isabel




Começa mais daqui a pouco a missa campal que abre a procissão penitencial em honra da nossa padroeira, a Rainha Santa Isabel. De dois em dois anos, sempre em anos pares como manda a tradição, temos a sua visita de 3 dias. Regressará ao convento de Santa Clara a Nova no domingo à tarde na procissão solene.
Para muitos é apenas conhecida pela protagonista do milagre das rosas , para mim é algo mais.
Para mim, foi um ser humano fantástico com um carinho enorme pelos mais pobres e doentes, a quem se dedicou totalmente nos últimos anos de vida.
Uma das grandes rainhas de Portugal e que desde 1625 é Santa da Igreja Católica.
E tenho a graça de a poder visitar muitas vezes por se encontrarem cá em Coimbra os seus restos mortais.
Numa época em que várias guerras e conflitos perduram pelo mundo (Síria, Faixa de Gaza, Ucrânia e tantos outros) talvez não seja demais lembrar-mo-nos daquela que foi para muitos considerada como a rainha da paz pela maneira como sabia mediar os conflitos, um deles muito grave ocorrido entre o seu marido e seu filho.